domingo, 27 de maio de 2018

Quatro pessoas são baleadas em tiroteio no bar; duas delas não resistem e morrem

A violência deu as caras mais uma vez na cidade de Itabuna. Na tarde deste domingo (27), por volta das 17:20min, quatro pessoas foram baleadas quando assistiam a uma partida de futebol, pela TV, em um bar no bairro Monte Cristo, próximo à Base Comunitária (BCS) da Polícia Militar. Duas das quatro vítimas não resistiram aos ferimentos.

De acordo com a polícia, o tiroteio começou quando um rapaz, identificado como Alex de Jesus Góes, o “Máscara”, de 24 anos, chegou na porta do bar, em companhia de outros homens. O grupo estava em um veículo Ford KA, de cor branca. Testemunhas relataram que Alex já desceu do carro atirando em direção ao estabelecimento. No entanto, ele não esperava que no local outra pessoa também estaria armada.

Alex, que tem passagens pela polícia, inclusive por homicídio, foi alvejado com vários tiros, alguns na cabeça. "Máscara" não resistiu e morreu no palco do crime, montado por ele mesmo. Após a troca de tiros, os amigos de Alex fugiram no Ford KA, tomando rumo ignorado.
Joatã Lucas Rosalvo dos Santos, 21 anos, morador da segunda Travessa São Jorge, no bairro de Fátima, foi outra vítima do ataque. Ele foi atingido por dois tiros no tórax e morreu na carroceria de um carro particular, enquanto era socorrido para o Hospital de Base.

Os outros dois baleados foram identificados como: Mateus Macedo de Moraes, de 22 anos, morador do bairro Alto Mirante; e Joadson Silva Melo, de 29 anos, que reside no bairro Monte Cristo. 

No local do crime, a Polícia Militar fez o isolamento até a chegada do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A perícia encontrou 21 cápsulas de pistolas calibre 380 e 9mm.

Com esses dois homicídios, sobem para 11 o número de pessoas assassinadas neste mês de maio, e 54 em 2018.

Atualizada às 22h19min: 

O Ford KA, usado pelos acusados de “abrirem fogo” no Monte Cristo, foi encontrado por volta das 20 horas, abandonado no bairro de Fátima, próximo ao Colégio Ciso. A polícia descobriu que o veículo é fruto de roubo. Foi tomado de assalto na Rua Juarez Távora, próximo à igreja Santa Rita de Cássia, bairro São Caetano. 

Dentro do carro, foi encontrado um par de tênis sujo de sangue. Coincidentemente, deu entrada no Base outra pessoa baleada.

A polícia suspeita que seja um integrante do grupo de Alex, morto no tiroteio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário