sábado, 3 de novembro de 2018

Justiça manda apreender passaportes de Ronaldinho Gaúcho e Assis


Em decisão proferida na última quarta-feira (31), o desembargador Newton Fabrício, da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), acatou recurso do Ministério Público (MP) e determinou a apreensão de passaportes e a restrição de emissão de novos documentos ao ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e ao seu irmão e empresário, Roberto Assis. 

Ambos foram condenados por crime ambiental por conta da construção ilegal de um trapiche (ou píer, uma rampa para atracar embarcações náuticas), com plataforma de pesca e atracadouro na orla do Lago Guaíba, em área de preservação permanente, sem autorização. A outra ré no caso é a empresa Reno Construções e Incorporações Ltda. A sentença determinou pagamento de multa e outras medidas não cumpridas até o momento. 

O processo transitou em julgado em 19 de fevereiro de 2015. Iniciada a fase de cumprimento de ordem judicial, os réus não foram encontrados. O valor das indenizações supera R$ 8,5 milhões. O Ministério Público havia ingressado com recurso contra a decisão que negou o depósito em Juízo dos passaportes de Ronaldinho e Assis até o pagamento de dívida.

6 comentários:

  1. Tem que Pagar. MAis o cara é BEST no Footbool

    ResponderExcluir
  2. EU SEI QUE O QUE RONALDINHO FEZ ESTA ERRADO...MAIS SEI TAMBÉM QUE O MINISTERIO PUBLICO GOSTA MUITO DE APARECER EM CIMA DE FAMOSOS...PELO AMOR DE DEUS,,,CRIMES AMBIENTAIS..MAIS CRIMES MESMO...QUE DESTROEM O MEIO AMBIENTE E TODA A AFLORA ANIMAL SÃO OS DESMATAMENTOS PRATICADOS ILEGALMENTE POR FAZENDEIROS..INVASORES E GRILEIROS...FÓRA OS GARIMPOS ILEGAIS QUE DESTROEM TUDO...MAIS AI O MINISTERIO PUBLICO SE OMITE..E VOCES DO VERDINHO SEJAM DEMOCRATICOS E PUBLIQUEM O PENSAMENTO DE UM CIDADÃO COMUM.

    ResponderExcluir
  3. Em Nova Canaã tem um laticínio que joga dejetos diretamente no rio,onde a distância do mesmo é menos que 50 mt.

    ResponderExcluir
  4. conheço o sistema do mp nesses casos, é um absurdo, já fui vítima de extorção por parte dessas tais autoridades, fiscalização tem que ter realmente , más o cidadão são tratados como marginais pela essas autoridades.são pessoas que nada tem haver com meio ambiente ou ao menos conhece sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  5. gostaria de ver esse juiz punir a petrobrás e os navios estgrangeiros quando lavam os tanque de petróleo nas aguas brasileiras todos os dias ou os ricos senadores e deputados que põe fogo na floresta pra plantar a soja.

    ResponderExcluir