sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Bolsonaro indica pastora assessora de Malta para ministério


O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) indicou a advogada e pastora Damares Alves para chefiar o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. A Fundação Nacional do Índio (Funai), que cuida das políticas públicas em relação aos indígenas, deixará o Ministério da Justiça e ficará sob responsabilidade da nova pasta. 

O anúncio foi feito pelo coordenador da transição Onyx Lorenzoni, futuro chefe da Casa Civil. Damares é assessora do senador Magno Malta (PR-ES), que se empenhou na campanha de Bolsonaro e esperava integrar o próximo governo. A futura ministra é a segunda mulher a integrar o governo de Bolsonaro — a deputada Tereza Cristina ficará com a Agricultura.

11 comentários:

  1. ridícula, faz jus em ser pastora, pois, só serve pra isso, petulante, irracional, para bosta_naro tá de bom tamanho, o povo brasileiro merece essa rtaposa aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PIOR FOI A ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE GOVERNOU 13 ANOS E VOCES NÃO FALARAM NADA, VAI PROCURAR O QUE FAZER PETRALHAS.

      Excluir
    2. kkkkkkk..... você deve ter suas razões para não gostar da ministra , esta não vai dar direitos humano para você , certo senhor bandidinho , kkkkkk

      Excluir
  2. Essa mulher, disse que é a hora da igreja governar. Kkk Acho que ela foi nomeada pro lugar errado. Precisam avisa-la, que o cargo ao qual lhe compete é técnico e não religioso! A função é administrar pro Estado e não pra igreja. Ela precisa respeitar às religiões até porquê o Estado é laico!!! Essa mistura de querer misturar religião com política, só vai dá merda!!! Acaba deixando o fanatismo religioso aflorar e criando conflitos entre a população. Isso, não vai prestar porque a família tem sua pluralidade e precisa ser respeitada. Aí você vê uma mulher, com cargo de monstra que vai comandar a pasta além de outras a da mulher, defender a tese que mulher é do lar e tem que voltar ao passado pra cuidar e servir seu marido,,, vai criar muita Briga. Precisa estender, Que muitas mulheres hoje estudam, trabalham pra ajudar no orçamento do maridmarido e ainda mesmo cansada, ter tesão pro sexo que faz parte. A essa mulher pastora, lamento dizer que vai criar muita Briga briga e desgastando o governo do presidente. Se ele não demiti-la antes de fazer as cagadas.

    ResponderExcluir
  3. T R A I D O R, T R A I D O R, T R A I D O R e T R A I D O R. A metade de um amigo é a metade de um TRAIDOR.

    ResponderExcluir
  4. Sem contar com as outras Igrejas e os seus lideres, pois nem um aceitara ficar submisso ao comando de outra denominação.

    ResponderExcluir
  5. TRAIDOR NADA, MAGNO MALTA NÃO QUIS ESTUDAR ESSA MULHER TEM MUITA CAPACIDADE.BOLSANARO NÃO PROMETEU NADA A MAGNO MALTO ELE FEZ POR VOLUNTARIEDADE. SE FOSSE PRA FAZER BALCÃO DE NEGOCIOS COMO A QUADRILHA DO PT ERA MELHOR TER DEIXADO OS LADRÕES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dou ênfase as tuas palavras e, acrescento mais , Bolsonaro estar fazendo o que prometeu , formar sua equipe com capacitados para seus cargos , e não por amizades ou gratidão , só reclama os perdedores mas , o choro é livre.

      Excluir