terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Após polêmica com hit "Fábio Assunção", banda baiana faz acordo com ator e dinheiro vai para dependentes químicos

Sucesso da banda La Fúria, a música “Fábio Assunção”, que faz uma ‘homenagem’ ao ator e suas confusões, poderia causar uma dor de cabeça enorme ao grupo de pagode baiano, diante do teor e da possibilidade de processo na Justiça. No entanto, o artista resolveu levar tudo na esportiva, ainda que tenha passado a tratar a questão de forma bastante séria. Nesta terça-feira (22), ele divulgou uma sequência de três vídeos e a transcrição de seu pronunciamento sobre o caso, explicando que diante do sucesso da canção, e da repercussão, resolveu entrar em contato com a banda e fechar um acordo, que envolve os direitos autorais da canção. “Oi, gente... Eu não pretendia tornar esse assunto público por vários motivos, mas a imprensa resolveu comentar e os meninos foram bem generosos fazendo o vídeo deles explicando nosso acordo sobre a música Fabio Assunção”, iniciou o artista, que entrou em contato com Bruno Magnata, vocalista da banda, e os produtores para acertar os detalhes do acordo. 

“100% dos valores arrecadados com a música serão doados para as instituições A e B como um ato irmanado entre quem sente essa dor e quem tem voz para ampliar a conscientização das pessoas”, disse Assunção, no discurso em que salienta a importância de falar sobre o perigo que envolve o consumo exagerado de álcool e outras drogas. "A música ganhou uma proporção muito grande, com o público, em redes sociais, e foi aí que o próprio Fábio Assunção, esse cara que eu sou fã, nos procurou de forma muito madura, construtiva, conversou numa boa com a gente. Em momento nenhum ele falou de travar a música, de colocar em justiça, nem nada. Ele só pediu pra gente se juntar com ele e defender uma causa que é contra a dependência química e o álcool exagerado", explicou Magnata, após destacar que a composição é de Gabriel Bartz, cantor gaúcho com quem assina parceria. *Do CORREIO

4 comentários:

  1. Sei, sei. Na verdade ambos lados ai são do esquema...

    ResponderExcluir
  2. Foi muito de forma madura e construtiva, o vocalista ficou foi com medo de ganhar um processo ter que pagar uma indenização ainda maior kkkkkkkkkkk... Compositor e cantor sem noção, cita o nome de uma pessoa em música sem a autorização da pessoa, propagando a vida pessoal de forma difamatória. E o peso é ainda maior por se tratar de uma pessoa pública e famosa. Deu sorte que não ira ganhar um processo.

    ResponderExcluir
  3. Foi muito de forma madura e construtiva, o vocalista ficou foi com medo de ganhar um processo ter que pagar uma indenização ainda maior kkkkkkkkkkk... Compositor e cantor sem noção, cita o nome de uma pessoa em música sem a autorização da pessoa, propagando a vida pessoal de forma difamatória. E o peso é ainda maior por se tratar de uma pessoa pública e famosa. Deu sorte que não ira ganhar um processo.

    ResponderExcluir
  4. Hoje eu vou beber
    Hoje eu vou ficar doidao
    Eu nao quero voltar pra minha casa nao
    Hoje eu vou virar
    Vou virar noiao ela vai no chao

    ResponderExcluir