segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Desconto de 10% no IPVA é válido até 8 de fevereiro

Os motoristas baianos têm até o dia 8 de fevereiro para aproveitar o desconto de 10% no pagamento, em cota única, do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019. Há ainda a opção de pagamento com 5% de desconto para quem fizer a quitação do valor integral do imposto no dia do vencimento da primeira das três cotas do parcelamento padrão do imposto, data que varia de acordo com o número final da placa do veículo, conforme tabela divulgada pela Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz).

Outra opção para os proprietários de veículos é parcelar o imposto em três vezes, sem desconto, bastando observar a data de vencimento das cotas na tabela, também de acordo com o número final da placa. O pagamento pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, mediante a apresentação do número do Renavam.

Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela. Os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2019. No entanto, o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes.


Já o seguro obrigatório deverá ser pago integralmente até o vencimento da primeira parcela do imposto, em caso de parcelamento do IPVA. O pagamento do tributo referente a embarcações e aeronaves deverá ser efetuado até 31 de maio de 2019. Todas as informações poderão ser consultadas no site da Sefaz ou por meio do call center da secretaria (0800 071 0071).

Redução

O IPVA ficará, em média, 3,65% mais barato para os contribuintes baianos em 2019. Com uma queda de 4,86%, os caminhões terão o maior alívio no valor do imposto. Já para os automóveis, a redução será de 3,2% e, para as motos, de 3,23%. Ônibus e micro-ônibus terão IPVA 3,66% menor. Para os veículos utilitários, o imposto cairá 3,28%. Os novos valores baseiam-se em pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a partir dos preços praticados no Estado em outubro de 2018. As informações estarão disponíveis no site da Sefaz.

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado. A frota tributável da Bahia é de cerca de 1,9 milhão de veículos. O secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, ressalta que o valor arrecadado é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado.

4 comentários:

  1. motorista insatisfeito!21 de janeiro de 2019 13:44

    Pra onde está indo o dinheiro arrecadado de IPVA EU PERGUNTO? porque as ruas de ilheus estao esburacadas trechos, mau sinalizados, semaforos defeituosos como no caso da avenida itabuna e cidade nova la no iguape nem se fala a rotatoria em frente o antigo SUDIC cabe um caminhao DENTRO DO BURACO,PROXIMO A BARRY CALLEBEAUT OUTRA FALTA DE RESPEITO , BURACOS E MAIS BURACOS EM FRENTE OS MOTOTAXISTAS, CARROS INVADEM A CONTRAMAO E PODEM ACONTECER ACIDENTES PRA EVITAREM DE CAIR NOS BURACOS, SIMPLESMENTE ABSURDO!

    ResponderExcluir
  2. Este é mais um absurdo que ocorre somente nesta república de bandidos e o povao paga o mesmo imposto que incide sobre o valor do veículo durante vários anos. Tal absurdo, ocorre somente nesta republiqueta habitada por energúmenos que desconhece seus direitos e jamais reclama. Os estúpidos ficam felizes quando compram um veículo pagando tres vvezes o valor que é pago por um americano, chinês, japonês, alemão, francês ou qualquer outro povo CIVILIZADO, ocorre que, estes povos lutam por seus direitos e elegem representantes que defendem seus interesses, além de que, as legisaçoes de outros países não permirem que governantes criem ou aumentem impostos sem uma consulta popular ou referendo. No Brasil, a bandidagem inventa impostos a depender de suas necessidades em manter o enriquecimento ilícito. Isto é uma república de bandidos habitada por idiotas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PERGUNTAR NÃO OFENDE. VOCÊ VOTOU EM QUEM MESMO NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES? ACHA QUE VAI MUDAR MESMO?

      Excluir
    2. PERGUNTAR NÃO OFENDE. VOCÊ VOTOU EM QUEM MESMO NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES? ACHA QUE VAI MUDAR MESMO?

      Excluir