quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Diretora da Funai é exonerada após investigação do MP


Cotada para assumir a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), Azelene Inácio, diretora de Proteção Territorial do órgão, foi exonerada do cargo. A demissão foi confirmada nesta terça-feirea (08) pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública. A pasta foi questionada sobre uma investigação do Ministério Público Federal a respeito da servidora. 

O motivo do inquérito era um possível conflito de interesses na nomeação dela para o cargo que ocupa. Azelene contava com o apoio de ruralistas para ocupar a função no governo de Jair Bolsonaro. Questionada, ela disse que o processo administrativo disciplinar citado pelo Ministério Público Federal ocorreu em 2008, mas não quis falar sobre o tema.

2 comentários:

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK NÃO ESCAPA UM DESSA QUADRILHA. KKKKKK

    ResponderExcluir
  2. minha gente não tenho vergonha de dizer que votei no bolsonaro não, assim com, também não tenho vergonha de pedir desculpas a todos que não estavam cegos como eu e diziam que essa peste era um farsante e tudo era um golpe. como disse estava cego. hoje mim arrependo amargamente mais tenho certeza que do jeito que a carruagem anda esse farsante do mito desgraçado, vai cair logo fora, é muita incompetência e burrice numa corja só. votei numa ruma de desgraça desse bossanaro.

    ResponderExcluir