segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Polícia detalha como adolescente que seria vendido pela mãe foi achado na BA


O coordenador regional da Polícia Civil que investiga o caso da mãe que teria vendido o único filho em Santa Maria da Vitória, no oeste da Bahia, detalhou como a criança foi encontrada pela polícia. Alexandre Haas disse, por telefone, à equipe da TV Oeste, que o adolescente estava isolado e chorando na rodoviária no momento em que agentes da polícia passavam pelo local. “Uma equipe nossa, da Polícia Civil de Santa Maria da Vitória, estava passando próximo à rodoviária quando deparou com uma criança isolada e chorando e ela disse que havia sido deixada ali na rodoviária pela sua mãe, e encaminhamos [o adolescente] para a delegacia", disse o coordenador.

Segundo Alexandre Haas, o próprio garoto informou o número da mãe à polícia, que entrou em contato com a mulher. A suspeita teria retornado a ligação e informado que estaria em Bom Jesus da Lapa, também no oeste da Bahia. "A equipe conseguiu encontrá-la. Ela realmente abriu o jogo que ela tinha ido para a cidade [de Santa Maria da Vitória] para vender o seu filho e que uma outra pessoa, que era um atravessador, marcou com ela de pegar a criança na rodoviária e iria pagar R$ 5 mil”, detalhou o coordenador. Maria Roque Rocha, que mora em Botuporã, no sudoeste da Bahia, confessou que viajou para vender o filho. O homem que iria pegar o adolescente na rodoviária de Santa Maria da Vitória já foi identificado. Ele seria responsável também por encaminhar o menor a uma outra família brasileira que está morando no Japão. “Ele prometeu que, assim que chegasse lá, colocaria mais R$ 65 mil da conta da mãe", disse o coordenador.

O adolescente está sendo acompanhado por conselheiros tutelares de Santa Maria da Vitória. A polícia está em busca do homem que seria intermediário da venda. O nome dele não foi divulgado. Em relação à mãe da criança, a polícia disse que ela pode pegar de 4 a 8 anos de prisão por tráfico de pessoas. Maria Roque Rocha foi presa após confessar que venderia o filho de 12 anos por R$ 5 mil para um homem na rodoviária de Santa Maria da Vitória, na região oeste da Bahia. O caso aconteceu na tarde de sexta-feira (11). Ela teria deixou o filho sozinho no local e foi embora. A Polícia Civil informou que o menino falou o nome e o número de telefone da mãe para os investigadores do órgão, representantes do conselho tutelar da cidade. As autoridades tentaram o contato com a mulher, mas não conseguiram.

A polícia começou as buscas para procurar Maria após imagens da câmera de segurança da rodoviária serem coletadas. Maria Rocha retornou os telefonemas da polícia, por volta das 17h30, afirmando que tinha sido sequestrada e que estava na rodoviária de Bom Jesus da Lapa. Maria foi presa no local. Segundo a polícia, Maria Rocha manteve a versão do sequestro inicialmente, mas depois confessou que entregaria o filho para um homem e receberia R$ 5 mil. Conforme a Polícia Civil, o menino tinha informado para os agentes que o homem havia prometido levá-lo para o Japão e entregar à sua mãe R$ 65 mil. Maria Rocha foi encaminhada para a delegacia de Santa Maria da Vitória.

6 comentários:

  1. Essa vagabunda não e uma mãe não e sim uma disgrasada tem que morrer cm que uma mãe faz isso cm um filho que amo da porra pro causa de dinheiro essa mostra cachorra passa esse tempo na cadeia e pouco pra essa safada

    ResponderExcluir
  2. Graça a Deus Deus iluminou a mente da criança pra lembrar o nunúme dessa cacjorra vagabunda vc vai cai aqui safada rdtamos esperando a sua chrcheg aqui no presídio

    ResponderExcluir
  3. Tráfico de órgãos.Esse bicho, não pode ser chamada de mãe. Mãe de Verdade, é aquela que acolhe, dá amor. Isso é mais um motivo, pro governo analisar a questão do aborto a favor dele. Partir pra fazer esse tipo de coisa, é melhor não deixar evoluir uma gestação . Muitas por aí, pare e depois mata, joga no lixo vivo, coloca na rua abandonado.Isso quando alguém descobre há tempo de salvar . Imaginem os casos que ninguém descobre e deve ser moído no carro Do lixo, ou jogado à toa pros animais comerem!Sem falar de gravidez por estupro. Aí, deveria urgentemente, abortar o feto e fuzilar o estuprador.

    ResponderExcluir
  4. E vc ai 08;57 o que vc fez pra tá ai presa em ? matou sua mãe , ou seu companheiro rsrs vcs são tudo vagabundos deixe está que Bosonaro vai acabar com todos vcs rsrs vão tudo trabalhar pra evitar esse tipo de coisa, e esse seu celular tmb vai acabar srsrs julgar as pessoas é facil ne?

    ResponderExcluir
  5. Sou a favor do aborto em caso de má formação e estupro, e claro concordo com vc "anônimo de 09:25", fuzilar todos os estupradores. E acho que deveria ter mais fiscalização desse bolsa família, onde as pessoas ficam engravidando de forma absurda deixando as crianças passando necessidade pra não perder o benefício.

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkk .......é tantos santinhos comentando e condenado a mãe , só que ela estar vendendo o que é dela , condenam por que vende , mas apoia se matar , alegado aborto legal , é um dos piores crimes , quem é assassinado via aborto não lhe permitiram nem ver uma só vez a luz de um dia de vida fora do ventre materno. (nuca fui e já mais serei a favor de venda de seres humanos em hipótese nem uma).

    ResponderExcluir