sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Sapetinga: o pôr do sol mais famoso do sul da Bahia


O pôr do sol dá show todos os dias em Ilhéus, mas é no verão que o céu chama a atenção pelo colorido especial. Os tons de amarelo, alaranjado e rosado podem ser vistos de vários pontos da cidade, deixando ainda mais belo o espetáculo sobre o Rio Santana. Por isso, jovens, adultos, crianças e idosos, frequentam a pitoresca baía da Sapetinga, no Pontal, que virou ponto de encontro para os amantes da natureza e de aclamação ao sol, além de reunir uma galera que toca violão para dar aquele clima especial.

Essa junção de música, arte e gastronomia tem dado mais vida ao paraíso e trazido pessoas como Renato Callefi e Raquel Bortoloti, casal vindo de São Paulo. “Nessa parte da natureza, mar, rios e lagos aqui em Ilhéus tudo fica mais bonito”, declarou. Morando há pouco mais de seis meses no bairro, o tatuador Raffa Lima e a fotógrafa Beatriz Vitória já esbanjam amor pelo local. “Aqui é o nosso escritório e um ambiente perfeito para inspiração, por isso cantamos esse lugar”, revelam.
O local preserva um acervo histórico valioso de biodiversidade para a região, e por isso é sempre o ponto de encontro de diferentes públicos e de preferências diversas, que vão desde um bate papo com os amigos, até à prática de atividades físicas. O espaço é procurado por moradores e turistas todos os dias da semana. Outro atrativo do local é a iluminação noturna, que garante movimento mesmo depois que o sol se põe.

Junto com um grupo de amigos, a adolescente Emmily, declarou: “O pôr do sol daqui é lindo e bastante agradável. Tem banquinho, gramado para piqueniques, enfim o lugar mais incrível da área do Pontal”. Para outras pessoas, já é uma atividade rotineira e que revigora as energias, como afirma a aposentada Genice Paranhos, 66 anos. “Todas as vezes, saio daqui diferente de como cheguei. Fica um pouquinho de mim e levo um pouquinho daqui”, expressa.

O ritual de bater palmas para o pôr do sol acontece também em muitos lugares do Brasil, como no Farol da Barra em Salvador, no Arpoador e na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. O fim de tarde na enseada Sapetinga inspira. Seja um banho à beira rio, um passeio de barco, caiaque, stand up paddle ou jetsky, o que vale mesmo é contemplar a paisagem formada por manguezais. Quando o astro rei se põe no local é como se ele estivesse dizendo: “não é um adeus, apenas um até logo - quem sabe a gente se vê amanhã”.

8 comentários:

  1. Não vai demora para a bandidagem começar tomar conta daí,Ilhéus hoje tornou-se sinônimo de bandidagem,fora os administradores que deixaram a cidade um atrazo de trinta anos,era para oferece uma orla digna,não uma avenida como deposito de lixo.Quem vai na cidade somente tem como lugar turístico a catedral, casa de Jorge Amado,e alguma praia,que também são um lixo a céu aberto,infelizmente essa e a realidade dessa cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fala de Ilhéus, mas pior é sua cidade Itabuna, essa sim é imunda porca e fedorenta e não vejo atrativos nenhum para visitar aí só se for para dar mole pra bandido roubar. Ow cidadezinha feia, povo feio, tdo feio.
      MACACO NÃO OLHA PRO RABO!

      Excluir
  2. ILHEUS JA FOI O TEMPO, HOJE EM DIA TUDO ABANDONADO POLUÍDO, SÓ TEM TRAFICO E ASSALTO NESSA CIDADE. TA PERDENDO TURISTA PARA ITACARÉ QUE É UM OVO

    ResponderExcluir
  3. ILHEUS JA FOI O TEMPO, HOJE EM DIA TUDO ABANDONADO POLUÍDO, SÓ TEM TRAFICO E ASSALTO NESSA CIDADE. TA PERDENDO TURISTA PARA ITACARÉ QUE É UM OVO

    ResponderExcluir
  4. MAIS TEM É PREGUIÇOSO AI VIU....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem mesmo viu. E CADA DIA TA CHEGANDO MAIS !

      Excluir
  5. o que eu vejo muito lá é a plaboyzada fumando maconha e a policia não faz nada por que a maioria é família de classe media alta da Sapetinga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo. Ilhéus sempre foi terra de maconheiro e de nóia.

      Excluir